Gente Felizinha

29 05 2010

Gente Felizinha acorda cedo e não reclama de nada, agradecem felizes os despertadores por fazê-las levantar aos sábados as 07h da manhã para mais um dia de “lavoro”. Espreguiçam-se pouco, e quando precisam dar uma aliviada no sono se alongam. Só por que faz bem ao tônus muscular e não porquê são preguiçosos. Viu? Essa gentinha é uma espécie de “super dispostos da nova geração”. Tudo entre aspas, isso mesmo, por que gente feliz adora falar com as mãozinhas fazendo aspas.

Esse tipo comum e notório hoje em dia, bem diz a tudo, literalmente tudo, inclusive as desgraças do mundo (encontram para tudo uma óbvia resposta no evangelho segundo espiritismo) e vão a Cruz Vermelha freqüentemente. Gente Felizinha, dá bom dia sonoro, e acolhe o cachorro morto que os normais atiram na sarjeta. Gente feliz toma café sem açúcar e come pão com fibras – apenas uma fatia sem manteiga – eles não precisam de mais nada de manhã, seus intestinos funcionam bem, e senão eles tomam Activia.

Gente Felizinha vive aos montes por aí, se exercita e caminha pelo bairro contemplando o que continua exatamente igual. Eles se dizem a juventude da física quântica e só lêem Auto-Ajuda. Inclusive para eles Shinyashiki é quase um Deus. Lispector, Manuel de Barros e Vinicius de Morais são os depressivos que eles pretendem ajudar a encaminhar a alma em todas as orações.

A massa de Gente Felizinha quer namoro sério, sem sexo (Obs.: sexo oral pode!), noivado, família, filhos héteros e sem H1N1. Eles costumam correr no Ibirapuera e enfrentar filas quilométricas para assistir Avatar, Homem de Ferro 2 e Alice no país das maravilhas, mas gente assim também adora comédia romântica e ação barata do Bruce Willis. Eles se acham extremamente culturais e inseridos em todos os meios. Religiosamente  pensam nas questões filosóficas do mundo sem uma absoluta gota de álcool no sangue. Porquê gente feliz não bebe – apenas experimenta porquê são educadinhos – preferem suco Diet a qualquer outra oferta num encontro com os amigos.

Gente Felizinha odeia cigarro, e ficou feliz com a Lei Anti Tabaco, eles quase impõe placas para ninguém fumar até no ponto de ônibus em céu aberto. Contudo, essa gentinha diz ter compaixão pelos outros. Mas usa tênis de marca, bolsinhas da Loui Vuitton e jamais se esquecem de passar protetor solar. Gente feliz se reúne todo domingo para almoçar macarronada e agüentar a Tia chata que só diz asneira. Eles não se aborrecem com nada, e tentam convencer o mundo de que a opinião deles é a mais sensata.

Gente assim é um nada, mesmo achando que suas caretíssimas almas são o seu principal bem.

Ok, ok …

Nos vemos no inferno!

Anúncios