Conjunta, talvez, incandescência…

16 09 2010
Romero Brito

Romero Brito - Enamorados

Nós dois não sabemos amar. Eu com a minha inquietude latente, você com a sua liberdade insistente. Juntos em um talvez constante. Um sofrimento pra mim, uma aporrinhação pra você. Somos o que jamais alguém quis ou sonhou. E por este quase que nos envolve, digo que te quero, você responde sim com a boca e jamais com o coração. Eres vazio e eu cheio daquilo que não consigo te despertar. Ou será que consigo?

Entretanto somos tantos corações inquietos, que buscam apenas as sentimentalidades nulas na mãos de quem nos segrega. Não que sejamos loucos, apenas buscamos o “curry”, o tempero, a busca por algo que apimente nossas vidas e transforme essa canja do viver em uma deliciosa sopa que incremente nosso paladar e sacie a nossa fome … Fome de amor!!!
Eu cá do meu lado, imagino também o que sentes. Pele que não adere bocas que se unem e se sedimentam na ausência da saliva cálida! Incandescência!
Por Marocs Vieira e Lilian Cascalho
Anúncios

Ações

Information

One response

16 09 2010
Lilian

Sapiência, sentido, sentida, sentando, será? Será que será sábado?
Quem sabe?
Arrasou Bee!
Sem palavras!
Obrigada pela homenagem! Foi apenas palavras do coração!
Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: